NELI SILVA

"Há Coisas Escondidas Sutilmente No Recôndito da Alma..."

Textos


Um piano no metrô, tocando La Cumparcita. Paro atraída pelo som que de imediato evoca lembranças de Buenos Aires. Fascinada, vou me aproximando devagar, fico ali elevada pela magia da música, sem dar-me conta, como que puxada por um fio magnético já estou perto de um jovem. Quando música termina, batemos palmas. Agora, a música atraiu um grupo maior que passando apressadamente para atraído pela melodia. Sem dar-me conta aproximo-me mais e quando o jovem termina La cumparsita peço-lhe serenamente ao ouvido que toque "Por uma Cabeça".Ele sorri entre surpreso e feliz.Permaneço ali pertinho enquanto ele toca,sem dar-me conta começo a cantar baixinho e quando percebo estou empolgada cantando mais alto sem preocupar-me com os possíveis erros de pronúncia.Afinal,quero ouvir mais,quero que o pianista fique,mas ele diz que precisa almoçar.Deixo-o ir,quero saber onde encontrá-lo de novo...sinto que preciso repetir aquela 'magia".O moço,muito jovem ainda com os cabelos encaracolados feito um anjo,escreve rapidamente o seu e-mail num livro que carrego.Sai correndo.Eu também, desço correndo as escadas para tomar o meu metrô.A caminho de casa,abro cuidadosamente a minha Bagagem mental...está lotada, mas ali,num cantinho...escondo tudo o que se passou.Não mostrarei a ninguém.É Coisa minha.Trancada à sete chaves dentro do meu coração,pensando: O que pode acontecer ainda?Como num sonho, ressoam de muito longe as palavras de minha mãe,falando ao meu coração: - Filha esteja sempre preparada para o inesperado!
Neli Silva
Enviado por Neli Silva em 26/01/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras