NELI SILVA

"Há Coisas Escondidas Sutilmente No Recôndito da Alma..."

Textos


Angústia
Depressão – “Só quem experimentou conhece o gosto”.
Queria saber como se sente alguém que apenas “Vive a vida”. Como será a vida de alguém que não sente,nunca sentiu “Isto aqui dentro” que estrangula a minha alma,sufoca os meus sonhos,atormenta a minha vida.
Queria saber como é a vida para você que sequer imagina, não faz ideia da minha angústia.
Não imagina quantas lágrimas seguro na retina para exibir este sorrisinho embaçado e trocar três palavrinhas sem sentido com você.
Não sabe como ser educada e gentil geralmente pra mim é um grande drama.
Ninguém faz ideia da minha dor simplesmente porque a sufoco até arrebentar-me.
Ninguém imagina que o meu canto acontece sempre molhado de pranto.
Ah! Como eu gostaria de pelo menos um dia nessa vida, ficar triste como todo o mundo.
Mesmo agora neste desabafo, sinto meus dedos gelados correndo sobre o papel.
Sou apenas alguém tentando dominar um demônio dentro de mim.
Amigo,me fala,explica, porque não sei o que é a chamada “tristeza comum”.
Como os humanos a sentem?O que é ficar na fossa como vocês dizem ou diziam?
Dou metade do meu Reino para saber o que é chorar por um motivo real.
Sentir-se trêmula, só quando apaixonada. Sentir raiva somente por um motivo justo.
Amigo, diga-me, suplico: O que significa a expressão: ”Sorrir de corpo e alma?”.
E a expressão: ”Quase morri de tanto rir?” O que é sentir solidão só porque está sozinho, precisando de alguém para simplesmente conversar?
A minha solidão, afeta todos os meus sentidos: Vacila a minha respiração, anuvia os meus olhos, falta-me o Ar, deito e fico horas em posição fetal,sentindo,ouvindo somente o choro do meu coração.
A felicidade quando vem pra mim.
É como um Sonho...


 
Neli Silva
Enviado por Neli Silva em 25/11/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras